16 de fevereiro de 2009

DF: Linhas transversais, urgentemente!

Toda cidade com um sistema de transporte um pouco mais sofisticado tem quatro tipos de linhas:
1) as radiais, que ligam bairro a centro;
2) as diametrais, que ligam bairro a bairro passando pelo centro;
3) as transversais (ou interbairros), que ligam bairro a bairro sem passar pelo centro;
4) as locais, que ligam bairros a um subcentro mais próximo.

Em qualquer sistema, é comum, por razões históricas, a predominância de linhas radiais sobre as demais. A operação das diametrais começa a ficar difícil quando o trânsito do centro fica saturado. As locais são fruto muitas vezes de incursões do transporte "alternativo". Já as transversais são relegadas a segundo plano. É assim em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Belo Horizonte.

Em Brasília, é um pouco pior.

Tirando as linhas radiais, que são muitas, mas com frotas pequenas, há realmente poucas opções.

As poucas linhas diametrais são tímidas, limitando-se a ir ao Terminal Asa Sul quando vêm da Saída Norte ou ao Terminal Asa Norte quando vêm da Saída Sul. Ambos os terminais ainda são dentro do Plano Piloto, onde fica a Zona Central. Não existe, por exemplo, uma linha Sobradinho - Guará, ou São Sebastião - Taguatinga.

As linhas locais são praticamente restritas às que vão a Taguatinga Centro, praticamente o único subcentro que existe no Distrito Federal.

Faltam muitas linhas transversais, principalmente em trajetos curtos. Depois perguntam por que o brasiliense anda tanto de carro. O ônibus que faz o trajeto da 402 Norte à 502 Sul (136.7) passa de 45 em 45 minutos para um trajeto que não demoraria 15 minutos. Como faço para ir de Águas Claras ao vizinho Guará II? Se houvesse integração, ok, pelo menos no horário do metrô. Mas e se eu não quiser pagar R$ 5 pelo trajeto de 6 km? Mais um carro para congestionar a EPTG.

E há casos piores, que só se resolvem com novas linhas mesmo. Como fazer para ir da 608 Norte (ou Sul) à 708 Norte (ou Sul)? São 2 km a pé ou 9 km de ônibus -- escolha ingrata, não? Do Sudoeste para o Aeroporto? De carro, 12 km; de ônibus, 24. Da QI 9, no Lago Sul, para a Esplanada? Para a elite motorizada, 6 km; para o resto de nós, 15.

Eu sei, eu sei, estamos todos esperando o Brasília Integrada. Vamos ver se ele resolverá o problema. Se as linhas forem só as que estão aí, a resposta é não.


Exibir mapa ampliado
608 Norte a 708 Norte


Exibir mapa ampliado
Sudoeste - Aeroporto: de carro, fácil.


Exibir mapa ampliado
Sudoeste - Aeroporto: já de ônibus...


Exibir mapa ampliado
QI 9 - Esplanada: a ponte é só pra quem tem carro.


Exibir mapa ampliado
QI 9 - Esplanada: quem não tem, dá a volta.

Um comentário:

Maira Carvalho disse...

Olá! Também sou de Brasília (no momento estou estudando no exterior, mas volto pra casa em breve) e não quero ter carro quando voltar praí. Também estou de olho na situação do transporte público no DF, e acabei de criar um blog para ir marcando as coisas que estou descobrindo.

Como o assunto do seu blog é relacionado ao meu, fiz um link de lá para cá, ok?

É bom saber que tem mais gente na luta :)

Abraços!
Maíra